Breaking news

Parlamentares e cidadãos respondem a ministro de Lula sobre Correios substituindo o Uber: ‘selo petista de inteligência’; VÍDEO!


O ministro de Lula Luiz Marinho, em entrevista a um veículo da velha imprensa, afirmou que não se importa com uma possível desistência do Uber no Brasil se as regulamentações criadas pelo governo tornarem as atividades da empresa inviáveis. O ministro afirmou que, se o Uber deixar o Brasil, ele poderia “chamar os Correios” e mandar criarem outro aplicativo para substituir. As declarações levaram a uma enxurrada de comentários nas redes sociais, comparando a eficiência das duas empresas e questionando se o ministro conhece o funcionamento de qualquer uma delas.

O presidente do Novo, Eduardo Ribeiro, citou o ministro: “"E se o Uber sair? Problema do Uber. Não estou preocupado.". Ribeiro comentou: “Os motoristas e entregadores preferem contratos flexíveis. As empresas preferem contratos flexíveis. Mas o governo prefere ver 1,5 milhão de desempregados porque não concorda. O ministro não vê problema na saída da Uber. Segundo ele, os Correios podem criar um aplicativo para substituir. Já pensou? Seu carro chegando em 7 dias úteis e com risco de extravio do passageiro? O PT sempre tem uma solução estatal ruim para um problema já resolvido. É impressionante o quanto o governo do PT é contra qualquer suspiro de liberdade para os trabalhadores: - FGTS? Não pode sacar. - Sindicato? Obrigado a contribuir. - Salário? Jornada? Tem que ser como manda a CLT, sem discussão. O ministro também afirma que não há projeto algum para a redução dos custos de contratação. Afinal, no terraplanismo econômico do PT, o custo para contratar não tem relação alguma com o desemprego. É a fórmula do atraso e da pobreza. De novo”.

O deputado estadual Rodrigo ironizou: “Correios para substituir a Uber, caso a empresa deixe o país! Essa é a solução mágica do PT. Tá preparado para ter a eficiência dos Correios para o seu transporte?”

O deputado Gilberto Silva disse: “Desconfio que o atual ministro não saiba o que são os Correios muito menos Uber. Quanta incompetência, meu Deus!”

O deputado Luiz Lima lembrou: “Durante os governos do PT, esquemas de corrupção patrocinados pela companheirada desviaram bilhões dos Correios. Agora o Luíz Marinho, quer chamar os Correios para substituir o Uber, caso o Uber decida sair do país pela ameaça de regulamentação que o governo faz. Que idiotice!!”

O ex-deputado Paulo Eduardo Martins ironizou: “O ministro petista fala em colocar os Correios para substituir o Uber. Selo petista de inteligência”.

A advogada Carol Sponza disse: “Juro que sentei aqui p escrever um fio sério, mas deparei com isso. Uber para quê, se você tem os correios, né?! Cereja do bolo: capitalista brasileiro não gosta de correr risco. Ministro, isso é SÓ o que os empreendedores brasileiros fazem e TODOS OS DIAS”.

A economista Renata Barreto disse: “Luiz Marinho, ministro do trabalho: “não estou preocupado com a saída do Uber do Brasil. Se sair, posso chamar os correios pra fazer outro aplicativo”” e acrescentou emojis de gargalhadas.

A internauta Helem comentou: “Que gente bizarra, universo paralelo”

O deputado Carlos Jordy disse: “Segundo o Ministro do Trabalho de Lula, caso a Uber queira sair do Brasil, eles podem lançar um aplicativo para substituir a empresa. O desgoverno Lula é o afugentador de empresas do Brasil. Já imaginaram o padrão de serviço dos correios?! Sem contar o preço que será muito acima dos hoje praticados pela Uber”.

A deputada estadual Janaina Paschoal questionou: “A questão não é a Uber sair ou ficar. A preocupação está na manutenção do sustento de muitas famílias, sem contar a importância do serviço para outros tantos trabalhadores. Ou nada disso importa ao Ministro?”

O economista Eduardo Cavendish disse: “Deixe aqui sua risada. Os Correios que mal conseguem entregar pacotes no prazo acordado vão conseguir produzir um app melhor que o Uber?”.

O senador Rogério Marinho ironizou: “Que ideia brilhante !!! Ministro vai "chamar Correios para substituir" se Uber decidir deixar o país”.

O ex-deputado Alexandre Freitas disse: “"Não me preocupo com a saída do Uber" disse o Min. Luiz Marinho do atual Regime. Quando se tem carro e motorista pagos pelo povo, aí é mole né”.

O vereador Carmelo Neto ironizou: “Pra quem trocou Paulo Guedes por Fernando Haddad, trocar a Uber pelos Correios faz todo sentido”.

O deputado Carlos Sampaio se exaltou: “O Brasil tem cerca de 1,5 milhão de pessoas que sustentam suas famílias através do Uber. Aí vem o Ministro do PT e fala que não vê problema numa eventual saída da empresa do país e que chamaria os ‘Correios’ pra substituir. Isso é pensar nos que mais precisam? Inacreditável!”

FONTE: FOLHAPOLITICA.ORG


Nenhum comentário