/> Lula destina R$ 10 bilhões para “Artistas” e apenas R$ 1,5 bilhões para agro que gera milhões de empregos - Folha da Política

Breaking news

Lula destina R$ 10 bilhões para “Artistas” e apenas R$ 1,5 bilhões para agro que gera milhões de empregos


O Ministério da Cultura terá orçamento recorde de R$ 10 bilhões em 2023, o valor foi comemorado por artistas. No primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro foi destinado R$ 2,1 bilhões para o ministério, já no último ano o valor R$ 1,67 bilhão foi suficiente.

Embora o dinheiro esteja sobrando para a cultura, o setor agropecuário terá um espaço de pouco incentivo com apenas R$ 1,5 bilhão de investimentos.

“Estamos muito preocupados. Esse valor (R$ 1,5 bi) não paga nem metade do seguro agrícola que nós precisamos, que dirá o Plano Safra. É uma falta de respeito total com nosso setor que gera emprego, oportunidade, renda e com os produtores rurais e suas famílias”, afirmou Lupion em pronunciamento na Câmara dos Deputados.

O deputado que assume a presidência da FPA em fevereiro disse ainda que a bancada vai trabalhar na Comissão Mista de Orçamento (CMO) e no Plenário do Congresso Nacional para mudar essa situação.

Outro assunto comentado por ele foi o possível “desmanche” do Ministério da Agricultura, com algumas secretarias sendo transferidas para pastas como a de Meio Ambiente e de Desenvolvimento Agrário, esta, inclusive, que seria criada pelo futuro governo.

Lupion lamentou que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, tão bem conduzido pela senadora eleita Tereza Cristina durante a maior parte do governo Jair Bolsonaro, e hoje sob o comando do ministro Marcos Montes, possa ser desmembrada.

“Estamos com a faca no peito, preocupados com a regulação do agro, com o direito de propriedade, com o nosso setor que pode ser frontalmente atacado no novo governo. Será preciso união e coesão, que a nossa FPA já demonstrou em diversas ocasiões para vencermos os desafios e defendermos, de maneira intransigente, o agro brasileiro”, finalizou.

Um comentário: