/> Humorista petista que imitava Dilma Rousseff mente sobre assalto, diz delegado - Folha da Política

Breaking news

Humorista petista que imitava Dilma Rousseff mente sobre assalto, diz delegado


Gustavo Mendes reafirma versão e diz que o agressor fingiu estar armado antes de atacá-lo com pedras

A Polícia Civil de Juiz de Fora, em Minas Gerais, deu novas declarações à imprensa sobre o caso de agressões sofridas pelo humorista Gustavo Mendes, famoso por imitar a ex-presidente Dilma Rousseff.

Ao contrário do que o comediante afirmou, as investigações descartam que houve uma tentativa de assalto. A Polícia diz que antes de ser atingido, Mendes e o agressor tiveram um desentendimento.

Segundo o delegado Daniel Buchmullher, o que aconteceu foi uma lesão corporal.

– Nós tivemos acesso a diversas câmeras de segurança que estavam nos locais e conseguimos averiguar que, na verdade, o Gustavo teve uma animosidade com o agressor minutos antes. Logo após o agressor retorna ao local e eles têm uma nova discussão. O agressor, não satisfeito, pega duas pedras e acerta a cabeça no Gustavo. Nesse momento o Gustavo inicia uma perseguição, por que o agressor evade do local – diz o delegado.

Mas há outra investigação em curso, dessa vez para apurar o motivo da agressão e a conduta de Gustavo Mendes. Caso fique provado que o humorista mentiu, ele pode ser acusado de denunciação caluniosa.


GUSTAVO COMENTA AS DECLARAÇÕES DO DELEGADO

Nas redes sociais, Mendes diz que o autor do ataque é conhecido pela polícia da cidade por fazer furtos e reafirma sua versão de que houve tentativa de furto sim.

– O cara atravessa a rua, vem na minha direção – e isso tá nas imagens -, coloca a mão debaixo da blusa simulando uma arma. Eu vejo que ele não tá armado. Ele vem pra cima de um amigo meu, que tá com celular. Eu interrompo aquilo, entro no meio da situação pra amedrontar ele. Ele sai amedrontado, pega duas pedras e me dá – explica.

ASSISTA:

Nenhum comentário