/> Alexandre de Moraes promete punir quem ‘ameaçou a democracia’ nas eleições - Folha da Política

Breaking news

Alexandre de Moraes promete punir quem ‘ameaçou a democracia’ nas eleições


O discurso foi feito durante a diplomação de Lula

Durante a diplomação do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e do vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), o ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disse que vai punir quem “ameaçou a democracia”.

“Essa diplomação atesta a vitória plena e incontestável da democracia e do Estado de Direito contra os ataques antidemocráticos, contra a desinformação e contra o discurso de ódio proferidos por diversos grupos organizados, que, já identificados, garanto, serão integralmente responsabilizados”, declarou o magistrado. “Para que isso não retorne nas próximas eleições.”

Segundo o ministro, a Justiça Eleitoral se preparou para combater com eficácia, eficiência e celeridade os ataques “antidemocráticos” ao Estado de Direito.

O presidente do TSE destacou o papel da Justiça Eleitoral durante as eleições, na ampliação dos mecanismos de “fiscalização e confiabilidade”. Moraes ainda afirmou que este pleito “comprovou” a ausência de fraudes e problemas nas urnas.

“Jamais houve uma fraude constatada nas eleições realizadas por meio das urnas eletrônicas, verdadeiro motivo de orgulho e patrimônio nacional”, observou o ministro.

Citando o pastor e ativista Martin Luther King, Moraes ressaltou que a consequência do ódio e da violência são o vazio e a mágoa. Por fim, o presidente da Corte Eleitoral desejou serenidade, êxito, paz e felicidades para Lula e Alckmin.

 LEIA TAMBÉM: 




















Nenhum comentário