/> Gleisi Hoffmann debocha de saída de Neymar por lesão: “Foi tarde” - Folha da Política

Breaking news

Gleisi Hoffmann debocha de saída de Neymar por lesão: “Foi tarde”


Craque da Seleção Brasileira é apoiador do presidente Jair Bolsonaro

Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT e integrante da transição de governo, reagiu à saída do atacante Neymar por contusão durante a estreia da Seleção Brasileira contra a Sérvia nesta quinta-feira (24) pela Copa do Mundo. A deputada debochou e disse que o camisa 10 “foi tarde”.

Gleisi elogiou Richarlison, autor dos dois gols da vitória da Seleção Brasileira, citando seu posicionamento, contrário ao de Neymar, que apoia o presidente Jair Bolsonaro (PL).

– Muito bom estrear na Copa ganhando o primeiro jogo e um dos gols foi muito bonito, vai ficar para a história. Muito bom que seja do Richarlison, que, além de ser bom jogador, é uma pessoa que tem posicionamentos firmes, combate o racismo, e sempre diz que vai colocar a sua visibilidade a favor de causas justas – declarou a jornalistas.

Ao ser questionada se a vitória do Brasil na Copa ajudaria a pacificar o Brasil, Gleisi respondeu com o exemplo da Tchecoslováquia.

– Eu li numa matéria que contra a Tchecoslováquia, na década de 70, [a seleção] uniu os presos políticos com quem estava na prisão. Claro que torcer pela Seleção e pelo país sempre dá um clima de unidade. A gente sempre torceu pelo nosso país – afirmou.

A equipe de transição se reuniu no teatro do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, para assistir à partida.


Um comentário:

  1. Más, não foi com está cara e nem com essas palavras ela agiu, ao saber que luladrão havia morrido, não é mesmo?!!!

    ResponderExcluir