Breaking news

Plano de governo de Freixo no Rio de Janeiro fala em controlar polícias


Candidato do PSB promete criar uma comissão para a 'mitigação do uso da força' e recriar a ouvidoria na segurança pública

O plano de governo de Marcelo Freixo (PSB) para disputar a cadeira de governador do Rio de Janeiro nas eleições deste ano inclui propostas de controle externo que são sensíveis às polícias do estado e podem ser uma pedra no caminho dele que tenta melhorar a sua imagem em uma parcela do eleitorado que o rejeita.

Freixo tem uma militância histórica na área da segurança pública e cobra menos violência nas operações policiais em regiões pobres da capital fluminense e mais responsabilização das autoridades em casos de excessos. É por essa militância que alguns adversários frequentemente o classificam como defensor de bandido e inimigo das policias, que, no Rio, compõem uma força política e eleitoral.


A depender de seu plano de governo registrado no TSE, a relação com as corporações não será de todo pacífica. O documento promete a criação de uma comissão de mitigação do uso da força dentro da PM que tenha reuniões regulares para que sejam discutidos casos que envolverem letalidade. Também prevê a criação de protocolos mais claros de emprego da força em operações.

O plano propõe ainda a recriação da ouvidoria na área da segurança pública do estado. A ideia é ampliar e fortalecer “iniciativas de monitoramento e supervisão por órgãos de controle interno e externo” das polícias.

 

FONTE: VEJA.ABRIL.COM.BR

Um comentário:

  1. Pra quem trabalha dentro dos critérios da legalidade,esse controle pode ser visto com bons olhos,existem excelentes profissionais que certamente não vão se sentir constrangidos.
    A polícia militar merece respeito e admiração, seu plano de governo só quer restabelecer essa confiança da Instituição perante a sociedade.
    Está de parabéns!!👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();