Breaking news

Gustavo Petro presidente de esquerda da Colômbia desmonta combate ao narcotráfico de drogas e manda pra reserva 52 generais


Gustavo Petro quer política de "paz total"

Na noite desta segunda-feira (15), houve anúncio da dispensa de 52 generais, na Colômbia. Desse total, 24 são da Polícia nacional, 16 do Exército, seis da Marinha e seis da Aeronáutica do país. As informações são do site O Antagonista.

O presidente colombiano Gustavo Petro disse que a medida foi necessária para buscar a “paz total”. A nova política de segurança inclui o fim das operações antidrogas e do serviço militar obrigatório, bem como o desmonte do aparato de inteligência. Fora isso, a polícia do Ministério da Defesa será transferida para a pasta da Justiça, com a desmilitarização de seus efetivos.

Petro também quer apoio do Congresso para empreender uma política radical de legalização das drogas. Em 2016, a Colômbia autorizou a comercialização da cannabis para fins medicinais, mas continuou proibindo seu consumo recreativo.

LEIA TAMBÉM: 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();