Breaking news

Veja como estão Paula Thomaz e Guilherme de Pádua atualmente



Ex-ator e sua ex-esposa foram condenados em 1997 e receberam a liberdade condicional em 1999

Condenados pelo assassinato da atriz Daniella Perez, morta em dezembro de 1992 no Rio de Janeiro, Guilherme de Pádua e Paula Thomaz voltaram aos holofotes nos últimos dias com o lançamento da série Pacto Brutal, exibida na plataforma de streaming HBO Max.

Passados 30 anos do ocorrido, os principais envolvidos têm hoje uma vida bem diferente daquela vivenciada na época em que o caso aconteceu. De um ator que começava a ganhar fama, Guilherme é hoje pastor evangélico. Paula, por sua vez, se formou em Direito e segue morando no Rio com o atual marido, o advogado Sérgio Rodrigues Peixoto.















COMO ESTÁ GUILHERME DE PÁDUA

Guilherme foi condenado em janeiro de 1997 a 19 anos de prisão, mas precisou cumprir apenas seis anos e quatro meses – um terço da pena – para receber liberdade condicional. A saída dele da prisão aconteceu em outubro de 1999.

Na época da concessão de liberdade a Guilherme, o então juiz da Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Rio, Cezar Augusto Costa, considerou que, além de ter cumprido um terço da pena, Pádua preenchia o chamado “requisito subjetivo” para a liberdade condicional: o bom comportamento.

– O sentenciado cumpre sua pena desde o início em unidade do sistema penitenciário, submetendo-se, assim, à disciplina rígida e à hierarquia imposta pelos agentes penitenciários, sem que se tenha observado qualquer ato de indisciplina – disse o magistrado, à época.

Em dezembro de 2017, mais de 18 anos após ser solto, Guilherme foi ordenado pastor na Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, após se formar em Teologia no Seminário Teológico Carisma. Na ocasião, a esposa dele, Juliana Lacerda, também se formou. Os dois estão casados há cinco anos e se conheceram na igreja onde foram ordenados.

Recentemente, o ex-ator chegou a deletar suas páginas nas redes sociais, mas acabou retomando os perfis. Em um vídeo publicado em seu canal no YouTube no último dia 7 de julho, Guilherme disse que teria tomado a decisão após atender a um pedido do pastor que o aconselhava.

– Fiz isso para atender a um pedido de um pastor que me aconselha e me orienta. A minha vida já envolve muitas dificuldades. Era um período difícil para se comunicar na internet – disse.

Na mesma gravação, Guilherme também comentou a série exibida pela HBO e disse que a produção foi “totalmente parcial”.

– Você vai assistir uma série totalmente parcial (…). O HBO, um canal tão famoso, tão profissional, dar uma bobeira dessas, deixar uma lacuna para que um concorrente possa apresentar as provas, as evidências que estão sendo ocultadas de você que está assistindo essa série – alegou.

LEIA TAMBÉM: 

COMO ESTÁ PAULA THOMAZ

Esposa de Guilherme de Pádua na época do crime, Paula Thomaz, hoje Paula Nogueira Peixoto, foi condenada em maio de 1997 a 18 anos e seis meses de prisão por ser considerada cúmplice do assassinato. Ela estava grávida do ex-ator na época em que o crime aconteceu. Em dezembro de 1998, a pena foi reduzida para 15 anos de prisão.

Assim como o ex-marido, Paula também recebeu a liberdade condicional. Em novembro de 1999, ela deixou o presídio Romeiro Neto, em Niterói, no Rio de Janeiro, após cumprir um terço da pena. Depois de receber a liberdade, Paula se formou em Direito.

Em 2001, ela se casou com o advogado Sérgio Rodrigues Peixoto, com quem teve mais uma filha. Recentemente, a Justiça do Rio de Janeiro determinou que Paula e Guilherme pagassem uma indenização de R$ 480 mil para a autora Gloria Perez, mãe de Daniella. No entanto, Paula alegou falta de recursos para não pagar a quantia e o caso segue em discussão no Judiciário.

Em 2021, Paula voltou a ficar em evidência em razão de uma notícia de que ela estaria preparando a filha mais nova para ser atriz. O fato gerou críticas de Gloria Perez, que se manifestou nas redes sociais com a frase: “Essa criminosa não tem limites”. Por causa disso, Paula abriu uma queixa-crime contra Gloria dizendo que passou a receber ameaças após os comentários da autora.

2 comentários:

  1. Sempre serão lembrados como dois assassinos.

    ResponderExcluir
  2. O tempo não tira a dor de ninguém!! Sempre vão ser lembrados como dois assasinos doente

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();