Breaking news

Lula é criticado por agradecer ex-vereador petista que foi preso por tentar matar empresário Bolsonarista


Em ato em Diadema, presidenciável diz que tem "dívida" com Maninho do PT, preso por tentativa de homicídio

Neste sábado (9), durante ato de pré-campanha em Diadema, em São Paulo, o pré-candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, fez um agradecimento especial ao ex-vereador petista Manoel Eduardo Marinho, conhecido como Maninho do PT, que foi preso em 2018 por tentativa de homicídio.

A declaração do presidenciável pegou mal nas redes sociais, tanto que ele está recebendo críticas de internautas, principalmente de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), primogênito do chefe do Executivo, compartilhou o vídeo da fala de Lula em seu perfil no twitter: “Maninho do PT quase matou um empresário que bateu a cabeça num caminhão”, publicou. Veja as críticas no final da reportagem.

 LEIA TAMBÉM: 

Quem também se manifestou foi a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP). Ela escreveu que Lula “elogia a barbárie, incentiva o crime.” Ainda ressaltou que “é esse tipo de fotografia que Lula quer para seu país”.

Maninho e o filho são réus sob a acusação de tentativa de homicídio qualificado contra o empresário Carlos Alberto Bettoni. O caso aconteceu no mesmo dia em que o então juiz Sérgio Moro decretou a prisão do ex-presidente, em 2018.

Em frente ao Instituto Lula, em São Paulo, Bettoni falava sobre a prisão e também insultava o senador petista Lindbergh Faria, quando foi empurrado por Maninho. O empresário, então, bateu a cabeça num caminhão e caiu desacordado, sofrendo ainda um traumatismo craniano.

VEJA AS CRÍTICAS


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();