Breaking news

Sequestrador de Abilio Diniz solto com a ajuda de Lula matou trabalhador em 2020



Em abril de 2020, um dos sequestradores do empresário Abílio Diniz matou o vigilante de um banco no Chile, em uma tentativa de assalto. Sergio Martin Olivares Urtubia, 69 anos, atirou na cabeça de Victor Hugo Illanes Mena, 40 anos, durante a fuga. Ele foi preso no mesmo dia do assassinato.

Segundo a polícia chilena, Sergio Martin Olivares Urtubia, é um ex-militar e portava duas armas no momento de sua prisão, uma delas a do segurança assassinado por ele.

O vigilante morto por um dos sequestradores de Abílio Diniz deixou a mulher e três filhos. Amigos chegaram a fazer uma campanha para arrecadar fundos para os familiares de Mena.

Na última sexta-feira (17), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, durante um evento em Maceió (AL), que atuou na soltura dos sequestradores que encarceraram o empresário Abílio Diniz.

O caso relatado por Lula teria acontecido em 1998, quase 10 anos depois do sequestro de Diniz, em 1989. Entre os sequestradores estavam argentinos, chilenos, canadenses e um brasileiro –os canadenses foram extraditados em 1998, em um acordo com o país da América do Norte.

LEIA TAMBÉM:

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();