Paulo Freire é “Patriarca dos jumentos”, diz Camargo



Declaração do ex-presidente da Palmares ocorreu em postagem no Twitter

O ex-presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo (PL), descreveu o educador Paulo Freire como o “patriarca dos jumentos”. A declaração ocorreu em publicação no Twitter, nesta segunda-feira (9).

Na fala, o pré-candidato a deputado federal explicava ter acidentalmente trocado os nomes do sociólogo Gilberto Freyre pelo do patrono da educação brasileira em um post anterior. Camargo classificou o próprio erro como uma “ofensa à memória” de Gilberto.

– Troquei Gilberto Freyre por Paulo Freire. Como não há ferramenta de edição no Twitter (Elon Musk bem que podia dar um jeito nisso…), deletei. Foi uma ofensa à memória do grande sociólogo. Paulo Freire, como sabemos, é o patriarca dos jumentos. Lamento o erro e peço desculpas – escreveu Camargo.

Na publicação anterior, ele havia citava o conceito de democracia racial do sociólogo pernambucano.

– Gilberto Freyre sempre teve razão. O racismo, no Brasil, é nutella. Racismo raiz é o dos Estados Unidos. Os negros daqui não passaram pelo que os negros norte-americanos passaram, e as queixas da militância, embora raivosas, são apenas mimimi vitimistas – assinalou.

LEIA TAMBÉM:

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();