Lula promete fechar todos os clubes de tiro do Brasil se for eleito; VEJA VÍDEO



Ao receber apoio formal do PSol, neste sábado (30/4), o ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse que, se for eleito, vai fechar todos os clubes de tiro criados durante o governo de Jair Bolsonaro (PL). 

Lula está ao lado de Boulos e da deputada federal Talíria Petrone que apresentou projeto de lei a favor do furto.

“Se preparem, porque esses clubes de tiros que foram criados vão fechar, vamos criar clubes de leitura”, disse Lula. “Em vez de tiros, nós teremos livros”, assegurou o petista.

Engolir ex-tucano Alckmin

Antigos companheiros no PT, Lula e o vereador Chico Alencar (RJ) se abraçaram no início do encontro. O ex-deputado disse que o PSol não será “um aliado submisso” e se colocou disposto a “engolir” a escolha do ex-governador e ex-tucano Geraldo Alckmin (PSB) como vice na chapa do petista. 

“Alckmin tem uma história política que é oposta à nossa. A conjuntura, no entanto, pede que você suporte algumas dificuldades para combater o bolsonarismo. Vamos trabalhar para que a visão de mundo do Alckmin não prevaleça”, destacou Alencar.

“Se o Bolsonaro tem um mérito é que ele uniu esquerda brasileira”, afirmou Guilherme Boulos, coordenador do Movimento dos trabalhadores Sem Teto (MTST) e um dos principais articuladores da aliança.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, agradeceu. “Sim, aqui está um povo realmente sem medo de lutar. Fizeram oposição ao nosso governo, mas quando do perceberam que o que estava em jogo era a soberania do voto, estiveram junto com a gente”, colocou Gleisi.

LEIA TAMBÉM:

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();