Breaking news

Bolsonaro questiona atuação de observadores internacionais: "Podem botar 1 milhão de observadores nas eleições; vão observar o quê?, Vão ter acesso ao código-fonte para ver qual é a apuração? Qual o conhecimento deles de informática?"


Presidente ironizou a presença de grupos estrangeiros durante as eleições brasileiras

O presidente Jair Bolsonaro (PL) ironizou, nesta quinta-feira (19) a presença de observadores internacionais nas eleições brasileiras. Para ele, a participação desse grupo não terá muita importância no pleito pela falta de algo para ser observado.

– Podem botar 1 milhão de observadores nas eleições; vão observar o quê? – declarou.

A fala de Bolsonaro ocorre após o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Edson Fachin, dizer que pretende trazer ao Brasil mais de cem observadores de instituições internacionais para acompanhar o pleito de outubro. Ao falar sobre o assunto, o presidente da República questionou, por exemplo, se o grupo terá acesso “ao código-fonte” para acompanhar a apuração.

– Vão ter acesso ao código-fonte para ver qual é a apuração? Qual o conhecimento deles de informática? – questionou.

Ainda sobre as eleições, o presidente afirmou que a vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em outubro já estaria definida, com base em uma notícia de que o senador Jaques Wagner (PT) estaria conversando com embaixadores de outros países sobre a possível posse do petista.

– Jaques Wagner conversando com embaixadores de outros países, para dizer como Lula vai tomar posse com apoio de outros países. Já definiram as eleições. Que negócio é esse? Tá definido quem é o presidente? – completou.

*AE

 LEIA TAMBÉM: 


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();