Breaking news

Av. Paulista lotada em ato pela liberdade no dia 1º de maio desmoraliza pesquisas mentirosas da velha mídia e mostra que o Brasil está com Bolsonaro


Concentração de apoiadores do governo tem críticas contra ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso

O ato do Dia do Trabalhador a favor da liberdade de expressão reuniu milhares de pessoas na Avenida Paulista neste domingo, 1º, no começo da tarde. Os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro ocuparam inteiramente dois quarteirões, com maior concentração na frente do Museu de Arte de São Paulo (Masp), e se manifestaram contra a atuação recente do Superior Tribunal Federal (STF).

As manifestações de 1º de maio ao redor do país foram convocadas em nome da liberdade de expressão, mas também em apoio ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ). O parlamentar atualmente enfrenta processo no STF em caso que vem causando conflito de poderes nos últimos meses.

Neste domingo, o ato na Avenida Paulista foi marcado por manifestações individuais contra ministros do STF, como Alexandre de Moraes, responsável pelo processo contra Silveira e pelo inquérito ilegal das fake news, que atinge a base de apoio do governo.

Também foi criticado nas ruas Luís Roberto Barroso, que na última semana causou controvérsia ao falar em suposta tentativa de intervenção dos militares na eleição.

*O fim da mortadela explica o fiasco lulista nas manifestações* *#COMPARTILHE* *https://www.folhadapolitica.com/2022/05/o-fim-da-mortadela-explica-o-fiasco.html*

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();