PT vai ao TSE contra motociata acelera para Cristo


Partido afirmou que o evento contou com "pedido de votos e ataques ao sistema eleitoral”

Neste domingo (17), o Partido dos Trabalhadores (PT) enviou uma representação ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a motociata em apoio a Jair Bolsonaro. O evento ocorreu nesta sexta-feira (15) e contou com a presença do presidente.

No texto, os advogados Cristiano Zanin e Eugênio Aragão apontam que o evento foi “um verdadeiro comício com pedido de votos e ataques ao sistema eleitoral”.

Além disso, eles lembram que Bolsonaro “convocou publicamente o evento” além de ter conduzido “sua motocicleta durante todo o percurso, incitando seus apoiadores com gestos típicos de suas campanhas” e ainda desfilado “em carro aberto, subiu em carro de som, realizou comício, pedindo votos, explícita e implicitamente”.

O PT também deixou claro que “deve-se afastar, a partir dos fatos narrados, qualquer tentativa de caracterizar os eventos como decorrentes do exercício do cargo de Presidente da República, ou o de considerar o Representado mero beneficiário dos atos”.

LEIA TAMBÉM:

A representação do PT pode ser vista aqui.

Durante sua participação no evento da última sexta, Bolsonaro elogiou a mobilização. De acordo com ele, o tamanho da motociata mostra que o povo quer “democracia, liberdade, respeito, transparência”. Ele também criticou o ex-presidente Lula, ministros do TSE e o acordo firmado entre o WhatsApp e a Corte.

– É uma participação fantástica, que demonstra que a população quer democracia, liberdade, respeito, transparência, ou seja, quer a legalidade. Então, “tá” de parabéns, aqui, o povo de São Paulo – celebrou o líder do Planalto.

O evento partiu da Marginal Tietê, na altura do sambódromo do Anhembi, em São Paulo, por volta das 10h desta sexta. Vários ex-ministros e parlamentares apoiadores do líder participaram do passeio que seguiu até Americana, cidade do interior de São Paulo.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();