Breaking news

Malafaia: Lula é rico e vive como rico, anda com o relógio de R$ 80 mil, mas quer ditar o povo pode ter


Pastor criticou falas do ex-presidente sobre a classe média

O pastor Silas Malafaia alertou a população, nesta terça-feira (12), acerca das falas do ex-presidente Lula sobre a imposição de limites de consumo para a classe média brasileira. O líder cristão declarou que o petista “vive como rico e adquire o que ele bem deseja”, mas quer “determinar” o que os cidadãos podem ter.

– Isso é coisa de comunista, gente. A classe política comunista, na antiga União Soviética, em Cuba, Coreia, eles massacram o povo e vivem nababescamente. Lula anda com relógio de R$ 80 mil, e esse não é o problema de andar com o relógio de R$ 80 mil, e mora em cobertura, mas quer determinar o que você pode ter – apontou Malafaia.

O religioso ainda afirmou que o ex-presidente está “por fora da realidade brasileira”.

– Se Lula acha que alguém da classe média ostenta tendo duas televisões, imagina você que é pobre, tendo duas televisões. Lula tá por fora da realidade brasileira – prosseguiu.

Malafaia finalizou dizendo que as pessoas são livres para comprar o que querem com o “suor de seus rostos”.

– Vamos dar um basta em Lula e nessa cambada de esquerdopatas comunistas do PT – concluiu.

LEIA TAMBÉM:

ENTENDA

Em uma publicação feita em seu site, na última sexta-feira (8), o ex-presidente Lula (PT) tentou desmentir sua própria declaração a respeito da imposição de limites de consumo para a classe média. Intitulado como “A verdade sobre Lula e a classe média”, o artigo diz que é mentira “que Lula teria sugerido limitar o poder de compra” dessa parcela da população.

– A mentira de agora é que Lula teria sugerido limitar o poder de compra da classe média. Mas a verdade é que, no governo do ex-presidente e do PT, 32 milhões de brasileiros saíram da pobreza e entraram na classe média – diz a nota.

Apesar de tentar convencer a opinião pública, a declaração dada por Lula no último dia 5 de abril, durante um evento da Fundação Perseu Abramo, deixou bem clara a defesa do petista da imposição de um limite para o consumo entre essa parcela da população.

– Tem um limite que pode me contentar como um ser humano (…). Uma televisão já tá boa. Eu quero um computador, eu quero um celular, ou seja, na medida que você não impõe limite, você faz com que as pessoas comprem um barco e 400 milhões de dólares e comprem um outro para pousar o seu helicóptero – assinalou o ex-presidente.

No mesmo evento, o petista ainda afirmou que o Brasil teria uma classe média que “ostenta um padrão de vida que nenhum lugar do mundo a classe média ostenta”.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();