Homem pisa em peixe venenoso, tem convulsão e parada cardíaca



Caso aconteceu no Ceará

Um pescador de 24 anos sofreu convulsões e teve duas paradas cardíacas após pisar em um peixe-leão na Praia de Bitupitá, no Ceará. O animal, que é agressivo e altamente venenoso, injeta toxina neuromuscular por meio de suas nadadeiras dorsais.

O homem identificado como Francisco Mauro da Costa Albuquerque ficou hospitalizado durante seis dias em razão do acidente. De acordo relato de sua esposa, Ana Vitória Alves Laurindo, feito ao portal G1, o quadro de saúde do pescador evoluiu positivamente e ele já recebeu alta médica. O pescador ainda segue, porém, com dores no peito e no local da picada.

Conforme o professor Marcelo Soares, da Universidade Federal do Ceará (UFC), esse é o primeiro caso de acidente com peixe-leão em ambiente raso no Brasil. O instituto de pesquisa do qual Soares faz parte, o Labomar, recebeu oito notificações de peixes-leão encontrados em água rasa, entre Bitupitá e Itarema.

– Havia sido registrado alguns acidentes, mas em aquários, por pessoas que trabalham em aquários. Isso mostra que o animal está invadindo o ambiente – alertou.

A invasão dessa espécie é considerada prejudicial, pois afeta a pesca, o turismo e a economia. O peixe-leão não possui predadores naturais e se reproduz com rapidez.

Caso uma pessoa encontre um peixe dessa espécie, deve acionar o Ibama por meio do sistema de informação de manejo de fauna.

LEIA TAMBÉM:

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();