/> Petista Marcelo D2 defensor da maconha vai ao STF para tentar derrubar decisão do TSE - Folha da Política

Breaking news

Petista Marcelo D2 defensor da maconha vai ao STF para tentar derrubar decisão do TSE


Tribunal Superior Eleitoral proibiu manifestações políticas no festival Lollapalooza

Neste domingo (27), o rapper Marcelo D2 decidiu acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar derrubar uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que proibiu manifestações políticas no festival Lollapalooza. De acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, D2 deu uma procuração ao advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay.

A determinação foi do ministro Raul Araújo, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que proibiu manifestações políticas no festival Lollapalooza. A decisão do TSE atendeu a um pedido do Partido Liberal (PL), que entrou, neste sábado (26), com uma representação na Corte contra o festival de música após artistas como Pabllo Vittar criticarem o atual presidente e exaltarem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), principal adversário de Bolsonaro nas eleições deste ano.

De acordo com a colunista, a ideia para que Marcelo D2 fosse ao Supremo partiu do deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ), que intermediou o contato entre o advogado e o músico. Marcelo D2 é um dos artistas que se apresenta no festival neste domingo.

Na decisão, o ministro Raul Araújo disse que “a manifestação exteriorizada pelos artistas durante a participação no evento, tal qual descrita na inicial, e retratada na documentada anexada, caracteriza propaganda político-eleitoral”.

De acordo com o despacho do magistrado, fica proibida “a realização ou manifestação de propaganda eleitoral ostensiva e extemporânea em favor de qualquer candidato ou partido político por parte dos músicos e grupos musicas que se apresentem no festival”, sob pena de multa de R$ 50 mil por ato de descumprimento.

LEIA TAMBÉM:

2 comentários:

  1. Mortinho, querendo sobrevida, ser lembrado...
    Apologia à maconha, vovô babaca, já era... ficou só pela parte de quem vende...para levantar um qualque e repassar para quem mora na Delfin ou na V. Souto.

    ResponderExcluir
  2. Se existe uma determinação de última instância TSE, o que vai discutir?

    ResponderExcluir