Lula processa padre que disse que ele comprou o STF e o chamou de “o maior ladrão que o mundo já viu”



O ex-presidente Lula recorreu à Justiça de SP ao apresentar ação com pedido de explicações contra o padre Edison Geraldo Bovo, que fez acusações contra o líder petista em missa no último dia 10 de março.

A defesa de Lula quer saber se o padre tem provas das acusações que fez, entre elas a de que o ex-presidente "comprou o STF". Bovo também definiu Lula como o "maior ladrão que o mundo já viu".

Os advogados de Lula aguardam as respostas para o possível ingresso de uma ação de danos morais por difamação, injúria e calúnia em função das falas do padre da paróquia de Laranjal Paulista, no interior de São Paulo.

LEIA TAMBÉM:

Dois trechos da fala do padre durante sermão no último final de semana:

"O mais estúpido é o ladrão. O maior ladrão que o mundo já viu, o senhor Luiz Inácio Lula da Silva, né. Coitada da família dele, dos pais, da mãe que tem vergonha disso. Onde você pesquisar no mundo, é o pior"

"Esse dinheirinho é usado para pagar Supremo Tribunal, os advogados, para dizer 'ele é inocente', 'ele não fez nada', 'ele é bonzinho'. [Lula] vai se candidatar e muita gente vai votar nele. Para com isso, gente. Se vocês não querem viver, se vocês estão cansados da vida, não judiem dos seus filhos, não judiem da geração que vai chegar"

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();