URGENTE: Em novo depoimento a PF, Adélio Bispo diz que PT o contratou em 2018 para matar Bolsonaro, diz Anonymous


O grupo hacker Anonymous afirmou que teve acesso a um depoimento do responsável pelo atentado a faca contra o presidente Jair Bolsonaro, Adélio Bispo. Conforme a página, Adélio afirmou que foi contratado pela campanha de Haddad no PT.

A busca por um responsável sobre quem seria o mandante do crime sempre foi uma das maiores cobranças de Bolsonaro com a Polícia Federal. Recentemente, o caso foi reativado por não possuir explicações suficientes.

As informações foram publicadas inicialmente em revistas de esquerda, como a Fórum e a Brasil 247. Aflitos, os veículos de esquerda já criam teorias para tentar desqualificar o que supostamente pode ter sido dito por Bispo nesse novo depoimento.

9 comentários:

  1. Duvido q va alguem preso. O sistema corrupto ta bm ekipado para narrativas que até agora conseguiram calar.

    ResponderExcluir
  2. E o STF, será que isentar os assassinos que atentaram contra a vida do Presidente da República?

    ResponderExcluir
  3. Será que o STF, vai deixar em liberdade os assassinos que promoveram o atentado contra o Presidente Bolsonaro?

    ResponderExcluir
  4. O que falta ainda é STF da liberdade ao Adélio

    ResponderExcluir
  5. Os comunistas membros do STF, pensam que são Deuses, mas Deus só existe um e não é nenhum deles e além disso todos tem seu ponto fraco e a hora deles vai chegar.

    ResponderExcluir
  6. Somente aqui vemos um assassino preso em flagrante e com provas de filmagem dele praticando o ato, ser isolado e protegido pelo poder público e não questionado sobre o autor do crime. Além disso não descobriram até agora quem o financiou.

    ResponderExcluir
  7. Me admiro que um eleitor do bem ainda defenda este partido podre recheado de coroneis e loucos para terminar o rombo que deixaram.....Parabens *Bolsonaro*

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();