Breaking news

Pesquisa indica Lula estagnado e Jair Bolsonaro em crescimento


Análise divulgada pela Confederação Nacional do Transporte apontou alta do atual presidente em todos os cenários de 2° turno

Reforçando uma tendência já registrada na pesquisa PoderData apresentada na última semana, o presidente Jair Bolsonaro (PL) manteve seu crescimento, segundo uma análise divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) nesta segunda-feira (21). O ex-presidente Lula (PT), por outro lado, aparece estagnado nos números da CNT após uma queda na PoderData.

De acordo com os números revelados nesta segunda, Bolsonaro atingiu a marca de 28% contra 25,6% da última pesquisa, feita em dezembro. Já o ex-presidente Lula permaneceu praticamente no mesmo patamar em que estava há dois meses, reduzindo levemente sua pontuação de 42,8% para 42,2%

Quem teve uma queda significativa, por sua vez, foi o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), que saiu de 8,9% para 6,4% das intenções de voto, enquanto que o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), que aparecia com 4,9% em dezembro, cresceu para 6,7%.

Também apareceram na pesquisa, sem variações relevantes, os candidatos João Doria (1,8%); André Janones (1,5%); Simone Tebet (0,6%); Felipe d’Avila (0,3%); e Rodrigo Pacheco (0,3%). Brancos e nulos alcançam 6,2% e indecisos, 6,0%.

LEIA TAMBÉM:

BOLSONARO TAMBÉM CRESCE NOS CENÁRIOS DE 2° TURNO

Nos números relacionados aos cenários de segundo turno, Bolsonaro também manteve a tendência de alta na comparação com a pesquisa realizada em dezembro. Contra o ex-presidente Lula, o atual chefe do Executivo saltou de 31,4% para 35,3%, número mais alto até que o registrado pela mesma pesquisa em julho do ano passado, quando Bolsonaro tinha 33,3%.

Contra Ciro Gomes, por sua vez, o atual presidente viu seu índice aumentar de 33,4% para 37,9% nos últimos dois meses. Já em um cenário de disputa com o ex-juiz Sergio Moro, Bolsonaro conseguiu inclusive uma ultrapassagem, e aparece agora na liderança, com uma alta de mais de cinco pontos percentuais, saltando de 30,4% para 35,6%.

A maior alta do presidente da República foi, porém, contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com Bolsonaro registrando 41,1% na atual análise contra 34,8% em dezembro.

O levantamento foi realizado entre os dias 16 e 19 de fevereiro e ouviu 2.002 pessoas presencialmente. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o código BR-09751/2022. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro de 2,2 pontos percentuais.









Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();