Biden e mídia incitam conflito lucrativo com a Rússia, denuncia ex-candidata a presidente


ulsi Gabbard, ex-congressista representando o estado do Havaí e ex-pré-candidata a presidente pelo Partido Democrata, de Joe Biden - Foto: Mj James Sheehan/US Army.

Complexo militar-industrial controla Joe Biden e apostam no na guerra

A veterana da guerra do Iraque Tulsi Gabbard, que foi pré-candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, acusou o presidente Joe Bide e a mídia norte-americana de promoverem alegações sobre “invasão” russa na Ucrânia, a fim de estimularem o conflito.

Para Gabbard, ex-congressista do Havaí, Biden e seus aliados da Otan poderiam facilmente prevenir uma guerra na Ucrânia, mas prefeririam ver a Rússia invadir seu aliado para justificar duras sanções contra Moscou e incitar um conflito lucrativo.

Gabbard está convencida de que “o complexo militar-industrial é quem se beneficia:

– “Eles claramente controlam a administração Biden. Belicistas de ambos os lados de Washington têm provocado essas tensões.”

Washington e seus aliados poderiam prevenir um conflito armado prometendo que a Ucrânia não poderá aderir à Otan, pondera Gabbard, que considera “altamente improvável” que Kiev seja aprovada como membro da Aliança Atlântica”. Ela avalia que, recusando-se a prometer o que já é uma realidade, mostra que os líderes da aliança não querem paz.

Se a Otan não deve mesmo aceitar o ingresso da Ucrânia, “por que estamos nesta posição, então?”, pergunta Gabbard, considerada uma das mais promissoras revelações da nova geração nos Estados Unidos. Para ela, uma conclusão a que se pode checar é que “eles realmente querem que a Rússia invada a Ucrânia.”

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();