Breaking news

VÍDEO: Bolsonaro alerta sobre ideologia de gênero e possível volta do PT.


Segundo o presidente, a esquerda destrói valores familiares para alcançar o poder

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta segunda-feira (17), que a esquerda se utiliza da “destruição de valores familiares” para alcançar o poder. Ele ainda relembrou seu trabalho como deputado para tentar barrar propostas em governos petistas que visavam à implementação da ideologia de gênero.

– A esquerda quer o poder, e a maneira melhor de ela chegar ao poder é destruindo os valores familiares. Lá, em 2010, eu denunciei o tal do PNDH3, um projeto do governo do PT que tinha uns 180 capítulos voltados para outros tipos de família […] Um dos capítulos mais importantes desses 180, era a desconstrução da heteronormatividade. Que que é isso? É dizer que um homem e uma mulher não existe. O que existe é dois deles qualquer se juntem, passam a ser uma família, e ponto final – disse o presidente, em entrevista à Rádio Viva FM.

Na ocasião, Bolsonaro avaliou que pessoas homossexuais podem fazer “o que bem entenderem” e “serem felizes”, mas sugeriu que elas podem sofrer punição divina ao “deixarem esta terra”.

– Ninguém é contra duas pessoas conviverem no seu canto e serem felizes. Cada um faz o que bem entender da sua vida. E quem acredita, né, vai ver depois como se entende, quando deixar esta terra. A gente não entra nessa seara.

O presidente ainda relembrou o PL 122, que, em sua avaliação, “tentava atacar diretamente o coração dos cristãos no Brasil”.

– Tivemos lá, atrás, um projeto de lei chamado 122, que passou na Câmara em uma sessão à noite onde não tinha ninguém presente. Nela, por exemplo, um padre ou um pastor que porventura se negasse a realizar um casamento entre pessoas do mesmo sexo pegava 3 anos de cadeia. Foi uma briga enorme no Senado depois. E acabou o projeto sendo arquivado. Mas foi uma foi uma grande medida para tentar destruir os valores familiares e atacar diretamente o coração dos cristãos no Brasil.

Para o chefe do Executivo, “não é fácil lutar contra pautas” como essas “em um governo de esquerda, em um governo do PT”.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();