Breaking news

“Essa pedra vai cair” alertou médico em postagem em 2012, o turista notou instabilidade da rocha em 2012 mas autoridades não fizeram nada para evitar acidentes em Capitólio

A postagem foi feita no Facebook em 2012

O print de uma postagem no Facebook feita pelo perfil do médico Flávio Freitas, viralizou nas redes sociais algumas horas após o grave acidente ocorrido em Capitólio (MG), neste sábado (8).

No dia 13 de março de 2012, o profissional da saúde postou uma foto da rocha que desabou com a legenda ‘Essa pedra vai cair’.

Quando soube do ocorrido, Flávio lamentou a tragédia e repostou a ‘previsão’ feita há quase 10 anos.

Mais de 49 mil pessoas já compartilharam a foto que está em um álbum público. A imagem feita há quase uma década já mostrava uma grande rachadura no cânion.


A TRAGÉDIA

O deslizamento de uma rocha atingiu três lanchas com turistas neste sábado (8), na cidade mineira de Capitólio, após as fortes chuvas que atingiram a região.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros De Minas Gerais, ao menos 5 pessoas morreram e as outras 20 estão desaparecidas.

Outras 32 pessoas foram atendidas sendo que 23 já aforam liberadas e 9 seguem internadas em hospitais da região.

12 comentários:

  1. Lamentável e revoltante. Que descaso das autoridades. Custava ter colocado avisos para os turistas não se aproximarem das rochas?

    ResponderExcluir
  2. Falta de aviso não foi. Mesmo hoje minutos antes da caída da pedra, foram avisados pelos outros turista, mas não ligaram pela advertência. Ai então deu no que deu! É lamentável, mas com essa quantidade de chuva é muita idiotice se enfiar num lugar desse. Q Deus os protejam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente, quem escuta,obedece alguma coisa neste país. Principalmente, quando a pessoa tem poder e dinheiro para esnobar.

      Excluir
    2. Desculpe gente! Mas conheço bem este espaço, é um lugar onde se para para fazer churasco , nas lanchas e provavelmente o som de músicas estava ligado não conseguiram escutar o alerta da outra lancha , peço à Deus que os abençoe , na misericórdia de Deus , é com pesar que autoridades competente, ou não, poderiam ter isolado , ou talvez ter retirado a Rocha, pois sabendo que ali é ponto turísticos lamento , minhas condolências à família dos ilutados,

      Excluir
  3. O pessoal de outro barco, mais distante, gritou por diversas vezes "SAI DAÍ", mas, os barcos não saíram!!!
    Aí, infelizmente, deu no que deu!!!

    ResponderExcluir
  4. O pessoal, que estava em um barco próximo, ao perceber que a rachadura aumentava, gritou por diversas vezes, "SAI DAÍ", mas, os barcos não saíram e deu no que deu!!!

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente depois que acontece sempre tem uma desculpa...

    ResponderExcluir
  6. Todos os bombeiros avisam todos os anos. ONDE HOUVER TROMBA D'ÁGUA NÃO FIQUEM. GRITOS NÃO RESOLVE ,AS PESSOAS NÃO OUVEM POR CAUSA DO BARULHO DAS ÁGUAS,MOTORES DE EMBARCAÇÕES. TODOS PODERIAM NÃO TER CHEGADO TÃO PRÓXIMO. SAO PAREDÕES CANIONS

    ResponderExcluir
  7. infelizmente gostamos da natureza e no momento de descontração vivemos perigosamente. a vida de cada um lá, foi por conta e risco próprio. chegou a hora. Oremos por todos.

    ResponderExcluir
  8. Quem trabalhar nessa região sabe do perigo já tinha sido avisado o mau do ser humano é achar que nada vai acontecer com ele não se previnir quando a tragédia acontece fica atrás de culpados

    ResponderExcluir
  9. Eu acredito que foi falta de prudência

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();