Breaking news

Bolsonaro confronta demagogia da mídia, expõe 'missão' e garante que só Deus o tira da presidência


O presidente Jair Bolsonaro foi a Macapá, no Amapá, onde participou da solenidade de Lançamento do Cabo da Infovia 00 do Programa Norte Conectado. O presidente agradeceu pela calorosa acolhida, que contrastou com as vaias dedicadas ao governador do estado e a alguns senadores, e disse: “o político consegue entender se ele está ou não no caminho certo a partir do momento em que ele vai para o meio de vocês”. O presidente disse que não tem preço o carinho do povo e acrescentou: “graças a Deus, isso acontece nos quatro cantos do Brasil”.

O presidente rebateu críticas da velha imprensa, dizendo: “podem dizer que eu sou grosso, que não tenho muita educação, que eu falo demais… Falem o que bem entenderem, mas em nosso governo tem realização e não tem corrupção”. Bolsonaro relembrou sua trajetória e reconheceu as dificuldades do governo no momento atual, mencionando que alguns continuam com a “velha política da demagogia, e também com algo que não deu certo durante a pandemia”. Bolsonaro disse: “só tenho que agradecer a Deus pela missão de estar à frente do Executivo Federal. Ele me botou lá e somente Ele me tira de lá. Vocês têm em Brasília um soldado de vocês, uma pessoa que deve lealdade ao seu povo, alguém que quer o melhor para o nosso país”.

LEIA TAMBÉM:

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso do ministro Luís Roberto Barroso, que também é ministro do STF.

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há quase 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org

Um comentário:

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();