Breaking news

Biden promete usar seu poder para garantir direito ao aborto


Presidente norte-americano falou que procedimento corre risco de ser revogado

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, voltou a defender o direito ao aborto e prometeu usar todos os meios disponíveis para garantir às mulheres o direito de interromper a gravidez. O acesso ao procedimento está em análise na Suprema Corte dos EUA, que pode revogar o entendimento sobre o assunto e tornar o aborto ilegal novamente.

Em um comunicado divulgado no último sábado (22), no 49º aniversário do julgamento que ficou conhecido como Roe vs. Wade – quando a Suprema Corte considerou constitucional o direito ao aborto -, Biden pontuou que se trata de um “direito constitucional” que está “sob ataque como nunca antes”.

– É um direito que acreditamos que deve ser consagrado em lei e estamos comprometidos em defendê-lo com todas as ferramentas à nossa disposição – disse no comunicado, assinado também pela vice-presidente Kamala Harris.

Biden e Kamala não chegaram a citar a palavra “aborto” no documento, mas se mostraram preocupados com as tentativas de “restringir o acesso à saúde sexual e à saúde reprodutiva” – movimento visto especialmente no Texas, no Mississippi e em outros estados do país.

A revogação do direito ao aborto só se tornou viável depois que a Suprema Corte dos EUA passou ser ocupada também por juízes conservadores – sendo os três últimos indicados pelo ex-presidente Donald Trump.

LEIA TAMBÉM:

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();