Breaking news

Alexandre de Moraes abre investigação contra Weintraub por ele dizer em live que um ministro do STF mandou “Perguntar se ele não queria vender a casa ao ministro”, sendo que a casa nema venda estava


Magistrado quer apurar acusações do ex-MEC contra um dos ministros da Corte

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a abertura de uma apuração preliminar sobre declarações dadas pelo ex-ministro da Educação Abraham Weintraub.

Em entrevista ao podcast Inteligência Ltda, Weintraub afirmou, sem citar nomes, que um dos dez ministros que negaram a ele um habeas corpus tentou comprar a sua casa em um condomínio fechado, mesmo sem o imóvel estar à venda.

Ainda de acordo com o ex-chefe do MEC, o mesmo ministro teria alegado que Weintraub era investigado no STF e não voltaria dos Estados Unidos para o Brasil.

— Eu vou contar um outro detalhe picante. Moro numa casa, num condomínio fechado, uma casa boa. Um juiz do STF estava procurando casa na região, dentro do condomínio. Viu a minha casa e falou: “Pô, casa bonita, hein, de quem é?” Falaram: “[De] Abraham Weintraub”. “Pergunta para ele se não quer vender para mim” — disse Weintraub na entrevista.

O ex-ministrou continuou:

— “Não tá a venda.” “Pergunta se quer vender para mim, já que ele não vai mais voltar ao Brasil.” O que acha disso? É adequado?

O entrevistador então reage, afirmando que se tratava de algo “grave”. Weintraub responde:

— Isso é grave? E todo o resto que falamos aqui? É anedótico. É piada pronta.

O despacho de Moraes faz parte do chamado inquérito das fake news, que apura ataques e ameaças ao STF. O ministro pediu que o material contendo a declaração de Weintraub faça parte de um procedimento próprio. Esta etapa precede a abertura de um eventual inquérito.

LEIA TAMBÉM:

Um comentário:

  1. Esse Alexandre de Morais parece mais com aquela criança mimada, rebelde e malcriada que sempre quer se vingar de alguém ou alguma coisa que não lhe agrada!

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();