Breaking news

Juiz suspende julgamento da boate Kiss por jogo entre Corinthians e Grêmio


Segundo o magistrado, o momento serviria para "relaxar"

Responsável pelo julgamento do caso da Boate Kiss, o juiz Orlando Faccini Neto sugeriu um intervalo na audiência deste domingo (5) para que o júri pudesse assistir ao segundo tempo da partida entre o Grêmio e o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro.

– Os jurados vão fazer um lanche às 17h. Eu vou viabilizar, se todos concordarem, que eles vejam, ao menos, o segundo tempo do jogo, para dar uma relaxada – declarou ele, nesse sábado (4), enquanto organizava os procedimentos para a sessão deste domingo.

Após repercussão negativa da fala, o magistrado do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul demonstrou estar incomodado com as notícias que trataram da declaração, segundo informações do portal G1.

– Eu não vou ver jogo. Os jurados pediram para ver – declarou Faccini Neto, que é torcedor do Corinthians.

LEIA TAMBÉM:

BOATE KISS

Oito anos após a tragédia que deixou 242 mortos e 680 feridos na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, quatro homens foram a júri popular pelo Tribunal do Júri de Porto Alegre.

Os acusados são os sócios da boate, Mauro Hoffmann e Elissandro Spohr; o vocalista da banda Gurizada Fandangueira, Marcelo de Jesus; e o produtor da banda, Luciano Bonilha.

A tragédia ocorreu no dia 27 de janeiro de 2013, por volta das 2h30, quando um integrante da banda Gurizada Fandangueira, que fazia uma apresentação ao vivo, acendeu um sinalizador de uso externo dentro da casa noturna, e faíscas do artefato acabaram incendiando a espuma que fazia o isolamento acústico do local.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();