Vereador petista defende que não vacinados devem ser proibidos de ter acesso a hospitais



Vereador propõe criar uma lei para que as pessoas que não tomaram vacina não tenham direito de ir ao hospital

O vereador Sassá da Construção Civil (PT), da Câmara Municipal de Manaus, capital do Amazonas, fez um discurso polêmico no plenário da Casa nesta segunda-feira (22). Em sua fala, o parlamentar defendeu que as pessoas que se recusarem a receber a imunização contra a Covid-19 devem ser proibidas de receber atendimento médico, caso sejam infectadas no futuro.

– Temos que criar uma lei para que as pessoas que não tomaram vacina não tenham direito de ir ao hospital, porque a pessoa não toma vacina, aí adoece e culpa o vereador, deputado, prefeito e governador porque a unidade de saúde está lotada. Então, você não quer tomar vacina, tudo bem; mas também não terá serviço de saúde! – bradou.

A fala do vereador, porém, contraria qualquer lógica, inclusive legal, já que a própria Constituição estabelece, no artigo 196, que “a saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”.

LEIA TAMBÉM:

5 comentários:

  1. Disse aquele funcionário, pago pelo povo, q nunca fez nada... essas idéias só poderia sair de mentes como essas 😏

    ResponderExcluir
  2. Independente se a pessoa é vacinada ou não é ao hospital que a pessoa recorre quando está doente.

    ResponderExcluir
  3. Esse Vereador é um muquirana.👊

    ResponderExcluir
  4. Olha o tipo de gente que se elege…

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();