Senador Marcos Rogério protesta após decisão da ministra Rosa Weber , do STF, suspendeu pagamento de emendas parlamentares a pedido de partidos de extrema-esquerda: ‘Jogo político, boicotar o Governo Bolsonaro’



Em pronunciamento por meio de suas redes sociais, o senador Marcos Rogério protestou contra a decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, que suspendeu o pagamento de emendas parlamentares a pedido de partidos de extrema-esquerda. O senador explicou: “O que está por trás da decisão da ministra Rosa Weber de conceder liminar ao PSOL para interromper o pagamento de emendas parlamentares é um jogo político da esquerda para enfraquecer a representação de quem defende o Governo Bolsonaro. Querem criminalizar um processo político legítimo, numa clara tentativa de boicotar o Governo e o Brasil”.

O senador Marcos Rogério explicou que o dinheiro das emendas é levado aos municípios para atender necessidades dos cidadãos e afirmou: “A questão é saber se os recursos estão sendo bem aplicados ou se parte desse dinheiro é para a corrupção, como ocorreu nos governos do PT. Querem enfraquecer a representação de quem defende o governo do presidente Jair Bolsonaro. As bancadas da esquerda continuam se retroalimentando de suas pautas ideológicas, as quais têm ressonância nos sindicatos e outras instituições acostumadas a receber recursos públicos para funcionar como verdadeiros balcões ideológicos”.

Marcos Rogério lembrou a independência entre os três poderes e enfatizou que a esquerda impõe sua agenda através de alguns setores do Judiciário. O senador disse: “A decisão de Rosa Weber tem efeitos, inclusive, retroativos: suspende contratos, paralisa obras no Brasil inteiro. Esperamos que o plenário do STF reconheça o papel do Legislativo e não se deixe usar como instrumento dos partidos de esquerda que, por terem perdido as eleições, se valem do Judiciário para fazer avançar suas pautas”.

O ativismo judicial, no Brasil, além de substituir a vontade popular, também ameaça a liberdade e a propriedade privada dos cidadãos. A renda da Folha Política e de outros sites e canais conservadores está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o apoio e respaldo do ministro do STF Luís Roberto Barroso, que é também presidente do TSE. 

O confisco da renda atinge todos os vídeos produzidos pelo jornal, independente de tema, data, ou qualquer outro fator. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal, doe qualquer valor utilizando o QR Code que está visível na tela, ou use o código Pix ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Com a sua ajuda, a Folha Política poderá se manter firme e continuar o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();