URGENTE: Polícia mata 26 criminosos em troca de tiros em ação contra o ‘novo cangaço’



Grupo planejava mega-assaltos contra agências bancárias

A Polícia Militar de Minas Gerais e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) desmontaram uma violenta quadrilha e assaltantes de bancos, modalidade conhecida como “novo cangaço”, em Varginha, no Sul do estado. Ao menos 26 criminosos morreram no confronto com os agentes, e vários ficaram feridos.

De acordo com a capitã Layla Brunela, porta-voz da PM de Minas, o grupo já estava planejando novos ataques.

– A maior operação referente ao novo cangaço no país. Muitos infratores fariam um roubo a banco, provavelmente na data de amanhã ou hoje, e foram surpreendidos pelo nosso serviço de inteligência integrado com a PRF. Foi uma ação conjunta que resultou na apreensão de um grande quantidade de armamento, além de explosivos e coletes à prova de balas que eram utilizados por esses infratores – informou a porta-voz.

Ainda segundo a militar, a polícia dará mais informações sobre a operação ainda hoje.

– O que temos até agora é que houve essa grande apreensão, e vários criminosos estão sendo socorridos e, assim que eu chegar a Varginha, eu repassarei detalhes dessa operação – concluiu.

Apesar do intenso confronto, nenhum policial e nenhum civil ficaram feridos.

– Graças a Deus os policiais passam bem e, por uma ação de inteligência junto com a PRF. Não é a toa que Minas Gerais é o estado mais seguro do Brasil – afirmou o tenente-coronel Flávio Santiago, chefe da assessoria da PMMG.


LEIA TAMBÉM: 

 

4 comentários:

  1. PARABÉNS À PMMG POR ESSE BELO TRABALHO.

    ResponderExcluir
  2. Pbéns aos heróicos políciais. Cancelamento do cpf destes malditos bandidos 🤢🤮😡

    ResponderExcluir
  3. Parabéns aos Bravos e Bravas Policiais ..a população esperar e precisamos muito de todos vocês. Deus abençoe sempre

    ResponderExcluir
  4. Eu acho é pouco... Parabéns à Polícia do estado de MG

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();