URGENTE: PF prende primo de Davi Alcolumbre em operação contra tráfico internacional de drogas no Amapá


Primo do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) foi preso com “grande quantidade de dinheiro”, segundo delegado

A PF (Polícia Federal) prendeu preventivamente Isaac Alcolumbre, primo do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), na manhã desta 4ª feira (20.out.2021).

Segundo o superintendente da PF do Amapá, Anderson de Andrade Bichara, Isaac foi preso com uma grande quantidade de dinheiro durante a operação. Mas o total ainda é desconhecido. “Os agentes ainda estão na casa dele”, disse Bichara.

Isaac foi preso durante uma investigação sobre tráfico internacional de drogas. Segundo a polícia, ele é dono de um aeródromo particular usado para o crime. Davi Alcolumbre é primo do investigado, que é filho de um dos tios do senador.

LEIA TAMBÉM:

A operação Vikare, da PF, tem o apoio do Ministério Público Federal. Estão sendo cumpridos 24 mandados de prisão preventiva, além de 49 mandados de busca e apreensão. No Amapá, foram cumpridos 4 mandados de busca e 2 mandados de prisão preventiva.

Segundo um comunicado da polícia, a operação tem como alvo uma organização criminosa que atuava no tráfico internacional de drogas e esquema de lavagem de dinheiro. O Amapá seria a base operacional para o tráfico de drogas, por aeronaves. Também havia a distribuição do produto por outros Estados brasileiros.

O fluxo de drogas se dava principalmente entre o Brasil, Colômbia e Venezuela. A suposta organização criminosa era composta tanto por brasileiros quanto estrangeiros.

Os investigados podem responder por pelos crimes de tráfico internacional de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro. As penas somadas podem chegar a 51 anos de reclusão, além do pagamento de multa.

Além dos alvos no Amapá, pessoas e empresas com endereços nos Estados do Pará, Amazonas, Piauí, Ceará, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná também estão sendo investigadas na operação.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();