Primeiro preservativo “unissex” do mundo é criado por médico



Item é adesivo e feito com material médico geralmente usado em curativos para ferimentos

O ginecologista John Tang Ing Chinh, da Malásia, criou o que chama de “primeiro preservativo unissex do mundo”, ou seja, que pode ser utilizado tanto por homens como por mulheres. O item é feito com um material médico geralmente usado em curativos para ferimentos e possui uma área adesiva.

– É basicamente um preservativo normal, com uma cobertura adesiva que se fixa à vagina ou ao pênis, além de cobrir a área adjacente para proteção extra – disse à Reuters o ginecologista, que atua na empresa de suprimentos médicos Twin Catalyst.

De acordo com o médico, a parte adesiva é aplicada apenas em um lado do preservativo, o que significa que pode ser revertido e usado por qualquer sexo. Cada caixa, com dois preservativos, custará 14,99 ringgit malaio, o equivalente a cerca de R$ 20. O item estará disponível para compras no site da fabricante a partir de dezembro deste ano.

Os preservativos foram feitos com poliuretano, um material fino, flexível, resistente e à prova d’água, usado em curativos transparentes. John afirmou que o preservativo já passou por várias pesquisas clínicas e testes.

– Após colocá-lo, muitas vezes você não percebe que ele está lá. Estou bastante otimista de que, com o tempo, será um acréscimo significativo aos muitos métodos anticoncepcionais usados no mundo – completou.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();