ONU fala em punir Bolsonaro após ato com criança fardada com uniforme militar


Menino participou de evento em Belo Horizonte ao lado do presidente

Nesta segunda-feira (5), o Comitê de Direitos das Crianças da Organização das Nações Unidas (ONU) se manifestou sobre uma foto em que o presidente Jair Bolsonaro aparece ao lado de uma criança vestindo um uniforme militar. A imagem foi feita durante um evento em Belo Horizonte no dia 30 de setembro.

Na ocasião, Bolsonaro participou do lançamento da pedra fundamental de um centro de vacinas no município. Ao lado dele estava um garoto vestindo um uniforme da Polícia Militar de Minas Gerais e segurando uma réplica de uma arma.

LEIA TAMBÉM: 

Após veículos de imprensa brasileiros questionarem a entidade sobre o episódio, a ONU disse desaprovar “nos termos mais eloquentes, o uso que o presidente [Jair] Bolsonaro faz de crianças, vestidas em roupas militares, segurando o que parece ser uma arma, para promover sua agenda política, o que ocorreu pela última vez em 30 de setembro de 2021”.

O comitê da ONU disse ainda que práticas do tipo deveriam ser proibidas e criminalizadas. Além disso, afirmou que estes atos devem ser investigados, processados e penalizados e que o Brasil tem a obrigação de garantir que crianças façam parte de hostilidades ou atividades relacionadas a conflito.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();