Mario Frias vai processar Cacá Diegues cineasta esquerdista por chamá-lo de miliciano, cineasta teve contas de filme reprovadas e teve que devolver R$ 200.000 da Lei Rouanet


 Em coluna no jornal O Globo, cineasta se referiu ao secretário de Cultura como "playboy aprendiz de miliciano"

Neste domingo (17), o secretário especial de Cultura, Mario Frias, anunciou que pretende processar o cineasta Cacá Diegues “civil e criminalmente”. A iniciativa ocorre após Diegues publicar uma coluna no jornal O Globo chamando Frias e outros integrantes do governo de “playboys aprendizes de milicianos”.

LEIA TAMBÉM:

Ao rebater a acusação, Mario Frias chamou o cineasta de “medíocre e ressentido”

– Seguindo na mesma linha difamatória da IstoÉ, O Globo pega um “cineasta” medíocre e ressentido, que vive de dinheiro público, para nos atacar. Entendo que esteja com raiva, já que reprovamos as contas do seu filme, e fizemos você devolver 200 mil reais ao Governo, dinheiro que ao invés de gastar com divulgação do filme você torrou em hotel de luxo. Contudo, isso não lhe dá o direito de cometer crimes contra a minha honra. Irei processa-lo civil e criminalmente – escreveu.





Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();