FARRA COM DINHEIRO PÚBLICO: STF pretende comprar R$ 138 mil em água mineral com e sem gás



Valor que será gasto nas garrafas em 2021 é 20% maior do que em 2020

Os gastos do Supremo Tribunal Federal (STF) com água mineral irão subir. No início de outubro, a Corte abriu uma licitação que prevê um total de R$ 138.624 para a aquisição de água mineral com e sem gás. A informação foi dada pelo site Metrópoles.

No entanto, em 2020 a Corte realizou um processo semelhantes e gastou “apenas” R$ 90,7 mil na aquisição da água mineral. Com os novos valores, o gasto do STF com água aumentou 40,3%, já contando a inflação.

No total, o STF pretende adquirir 158.400 garrafas de 500 ml de água. Destas, são 14,4 mil com gás, ao custo de R$ 12.384; o restante é sem gás, ao custo de R$ 126.240.

O edital aponta que a água deve ser “acondicionada em garrafas plásticas, transparentes, descartáveis, com capacidade de 500 ml, com tampa de rosca e lacre de segurança. Cada garrafa deve conter data do envase (dia, mês e ano) e prazo de validade legíveis”

Cada garrafa de água com gás custará R$ 0,86. Já a garrafa de água sem gás terá custo de R$ 0,87.

A licitação pode ser vista aqui.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();