Estudo relata "síndrome do ânus inquieto" em homem que teve Covid-19


Semanas após se recuperar da infecção pelo Sars-CoV-2, idoso de 77 anos começou a ter manifestações anais semelhantes às da síndrome das pernas inquietas; entenda

Em um estudo publicado no último dia 23 de setembro no periódico científico BMC Infectious Diseases, os especialistas japoneses relatam o caso de um homem de 77 anos que fora admitido no hospital com Covid-19. Em 21 dias, ele se recuperou do quadro respiratório, mas continuou a apresentar indícios de insônia e ansiedade.

Algumas semanas depois da alta, o idoso começou a manifestar sintomas de desconforto interno no ânus, mais especificamente a cerca de 10 centímetros da região perineal. Dentre as sensações relatadas por ele estavam a necessidade de se mover, piora do incômodo ao se sentar e durante a noite. Ele passou, então, por diversos exames, como colonoscopia e análises neurológicas, que não apontaram nenhum problema.

LEIA TAMBÉM: 

Daí porque os médicos começaram a considerar o caso como de uma síndrome do ânus inquieto, que seria uma variação da síndrome das pernas inquietas. Os sintomas apresentados pelo paciente estão de acordo com quatro manifestações clássicas da condição que afeta os membros inferiores: vontade imediata de se mover, piora durante o repouso e à noite e melhora com exercícios físicos.

Também conhecida como doença de Willis-Ekbom, a síndrome das pernas inquietas não tem uma causa conhecida. Um estudo publicado em 2017 no periódico PLOS One revela que o problema costuma estar relacionado a outras desordens mentais, como depressão, ansiedade e declínio cognitivo, além de dor crônica e doenças cardiovasculares.

O mesmo trabalho indica que a prevalência estimada é de 3,9% a 14,3% da população geral. Já uma pesquisa nacional publicada em 2011 na revista científica Sleep Medicine constatou que 6,4% dos brasileiros podem ter a síndrome ao longo da vida.

FONTE: https://revistagalileu.globo.com


10 comentários:

  1. Entendi foi nada.
    Falou, falou e nao entendi.
    Como assim ânus inquieto? Kkk
    A pessoa nao consegue ficar sem se mecher? Da pra explicar? Kk

    ResponderExcluir
  2. Estagiário da geração Paulo Freire, escreveu muito, não deu nexo a nada...
    Texto sem compreensão, uma salada de palavras desconexas, uma pena algo tão patético.

    ResponderExcluir
  3. Falou muito e não falou nada de útil....
    Não explicou nada....

    ResponderExcluir
  4. É o famoso "tá com formiga no c*" kkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Pode ser Enterobius veemicularis (oxiurus SP.) As fêmeas destes vermes fazem a postura de ovos nas pregas dia ânus no final da tarde e os principais sintomas é o prurido anal.

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();