DITADURA: Cuba condena manifestante a 10 anos de prisão por ter se manifestado contra ditadura



Um homem cubano que participou de protestos de rua em todo o país em julho foi condenado a 10 anos de prisão, a punição mais severa de qualquer pessoa que desafiou o governo comunista naquelas manifestações, disseram ontem sua família e um grupo de direitos humanos.

A sentença contra Roberto Perez Fonseca, de 38 anos, foi proferida por um tribunal de San Jose de las Lajas, uma cidade a 35 quilômetros de Havana. A informação é da Gazeta Brasil.

Três juízes do tribunal determinaram a culpa de Pérez Fonseca com base nas declarações do policial local Jorge Luis García Montero, o único depoimento reconhecido pelos magistrados. Duas testemunhas de defesa foram dispensadas por serem “parciais” e por serem parentes e amigos.

O policial disse que no dia 11 de julho Pérez Fonseca “incitou o resto da população a formar grupos, a atirar pedras e garrafas”, até a uma mercearia local em dólares.

LEIA TAMBÉM: 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();