Alcolumbre pode renunciar para não ser cassado, após rachadinha milionária


Acusado de embolsar mais de 90% dos salários de seis ex-funcionárias do seu gabinete, que nomeava prometendo pagar R$14 mil e lhes entregava R$1.350, embolsando o restante, o senador Davi Alcolumbre, ex-presidente do Senado, tem sido aconselhado a renunciar ao mandato, segundo revelou um aliado. A renúncia evitaria a vergonha da cassação e de ficar inelegível até 2030. Não é a primeira denúncia que o envolve.


Outro escândalo

No início do mês, Alcolumbre foi alvo de múltiplas acusações de nepotismo cruzado, rachadinha e desvio de dinheiro público de salários.

Mulheres pobres

A revista Veja relatou que as seis ex-funcionárias, vítimas da rachadinha de Alcolumbre, foram recrutadas na periferia pobre de Brasília.


Toma lá, dá cá

O próprio Alcolumbre negociava a safadeza: “O senador me disse assim: ‘eu te ajudo e você me ajuda'”, contou Marina, uma das vítimas, à revista.


Essa esquerda...

Um senador do PSOL, Geraldo Mesquita Jr (AC), foi o primeiro acusado de crime de rachadinha, ao conselho de ética do Senado, em 2005.


FONTE:DIARIODOPODER.COM.BR

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();