Vírus Nipah mais mortal que o novo coronavírus deixa autoridades de saúde em alerta na Índia



Com potencial pandêmico, patógeno é mais mortal que o novo coronavírus

O vírus Nipah tem gerado preocupação em autoridades de Saúde do estado de Kerala, sul da Índia, após causar a morte de um menino de 12 anos no último domingo (5). Embora menos transmissível, o patógeno é muito mais mortal que o vírus da Covid-19 e possui potencial pandêmico.

A ministra de Saúde, Veena George, informou à CBS News que 188 pessoas que tiveram contato com a vítima foram identificadas, sendo 20 delas consideradas de alto risco. Todas aquelas que estiveram próximas do adolescente foram isoladas ou hospitalizadas, entre as quais dois profissionais de saúde que apresentaram sintomas da infecção dias depois do contato.

O estado vizinho, Tamil Nadu, encontra-se em alerta máximo para casos suspeitos. Este é o segundo surto da febre no estado de Kerala em três anos. A região também tem sido gravemente afetada pelo coronavírus e já representa 68% dos casos recentes da doença no país.

SINTOMAS

Antes de falecer, o jovem ficou internado durante uma semana com febre alta e morreu ao apresentar inchaço cerebral.

O vírus pode provocar dor de cabeça, tosse, inflamação na garganta e problemas respiratórios. Esse quadro pode progredir rapidamente para inchaço nas células cerebrais, levando à sonolência, confusão mental, coma ou à morte. Além disso, cerca de 20% dos pacientes curados apresentam sintomas neurológicos que podem incluir convulsões e alterações de personalidade.

Ainda não há vacinas para o vírus Nipah, que possui letalidade de 40% a 75%, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Para efeitos de comparação, a mortalidade do vírus causador da Covid-19 é de 2%. O Nipah, contudo, é considerado menos transmissível que o SARS-COV-2.

Embora não tenha progredido para uma pandemia desde quando foi descoberto, em 1999, o Nipah possui potencial para tal, alertam especialistas. A doença causada por este vírus está na lista da OMS de patógenos a serem priorizados para pesquisa em contextos de emergência.

O Nipah pode ser transmitido entre pessoas, por meio de contato direto e fluídos corporais, e de animais para seres humanos. Os principais vetores da doença são os morcegos frugívoros Pteropodidae, mas o vírus também pode ser conduzido por cavalos, cabras, porcos, ovelhas, gatos e cães.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();