Queiroga desmente demissão: 'Brasil acima de tudo, Deus acima de todos'



Ministro da Saúde afirmou que a falsa notícia objetivou "desestabilizar" o governo

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, se pronunciou em coletiva de imprensa sobre os boatos de que ele teria pedido demissão nesta quinta-feira (2). O ministro negou a falsa notícia sobre sua exoneração e garantiu que não possui o intuito de deixar o governo.

– Eu nem pedi demissão, nem vou pedir demissão, estarei aqui no Ministério da Saúde até o dia em que o presidente da República entender que eu sou útil à nação brasileira. Brasil acima de tudo e Deus acima de todos – citou o slogan do governo Bolsonar

O nome do ministro se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter nesta tarde, após um site sustentar que ele havia pedido exoneração por estar “profundamente dividido em meio à crise” e que não conseguia “impor sua autoridade”. O ministro, por sua vez, assegurou que a fake news teve apenas o intuito de “desestabilizar” a gestão federal.

– Eu não sei a quem interessa essa indústria de boatos, de fake news, somente para desestabilizar, desestabilizar não, para tentar desestabilizar o governo, inventando divisões do Ministério da Saúde – assinalou.

Em seguida, o ministro reforçou sua posição contrária ao passaporte de vacinação contra a Covid-19.

– Eu já falei diversas vezes. Concordo integralmente com a fala do presidente da República. São passaportes inúteis, até porque a população brasileira acima de 18 anos vai estar vacinada com a 1ª dose agora em setembro e com a 2ª dose no final de outubro. Vamos em frente, pessoal. Vamos construir o Brasil que nós queremos. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos – repetiu o slogan.

LEIA TAMBÉM: 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();