‘O cara não lê a nota e reclama’, diz Bolsonaro em resposta a críticas



Presidente afirmou a apoiadores que 'alguns querem imediatismo'

Em conversa com apoiadores ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta sexta-feira, 10, o presidente Jair Bolsonaro se defendeu das críticas que tem recebido de parte de seus apoiadores nas redes sociais depois de divulgar a “Declaração à Nação”, ontem, em que afirmou não ter tido “nenhuma intenção” de agredir os demais Poderes.

“Cada um fala o que quiser. O cara não lê a nota e reclama. Leia a nota. Duas ou três vezes, é bem curtinha. São 10 pequenos itens, entenda. A gente vai acertando. O acúmulo de lixo, de problemas, é de 30, 40 anos. Está ganhando, está ganhando”, afirmou o presidente.

Segundo Bolsonaro, diante da complexidade que é governar o país, não é possível ser “imediatista”.

“Se o dólar dispara, influencia o combustível. Foi excepcional o trabalho de vocês nas manifestações do dia 7. O retrato está no mundo todo e aqui também, em Brasília. Alguns querem imediatismo. Se você namorar e casar em uma semana, vai dar errado o seu casamento”, disse.

 LEIA TAMBÉM: Promotores de Brasília pedem a prisão de nove ministros do STF

Sucesso das manifestações dá a Bolsonaro carta branca para tomar grandes decisões

Esquerdista que ia protestar contra Bolsonaro é preso com faca, soco inglês e coquetel motolov no RJ

Aguinaldo Ribeiro deputado federal chamou de facções todos que foram para as manifestações dia 7 de Setembro

Alexandre de Moraes mandou a PF prender Zé Trovão para induzir caminhoneiros a entrar em greve e prejudicar a economia do Brasil

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();