Lula: Aborto é “questão de saúde pública” e “direito da mulher”



Declaração foi feita em conversa com rapper Mano Brown

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o aborto é “um direito da mulher” e uma questão de “saúde pública”. A declaração se deu em uma entrevista com o rapper Mano Brown, em um episódio do podcast Mano a Mano, publicado na quinta-feira (9).

– Não tenho vergonha de dizer que eu, Lula, pai de 5 filhos, sou contra o aborto. Mas, enquanto chefe de Estado, tenho que tratar o assunto como saúde pública. Eu acho que o aborto é um direito da mulher. Não preciso ser favorável, mas tenho que cuidar para que todos sejam tratados dignamente pela saúde pública – afirmou.

O petista afirmou que é católico, mas que “não tem que ter preferência enquanto chefe de Estado”. Atualmente, o aborto é crime no Brasil, exceto em caso de risco de vida para a mulher, de gestação decorrente de estupro ou de anencefalia fetal.

Na mesma entrevista, Lula disse que Bolsonaro não pode ser considerado um candidato de direita, porque “está mais para Hitler e Mussolini”. Ele também afirmou que a disputa entre ele e Bolsonaro é uma disputa entre “fascistas e democracia”.

 LEIA TAMBÉM: Promotores de Brasília pedem a prisão de nove ministros do STF

Sucesso das manifestações dá a Bolsonaro carta branca para tomar grandes decisões

Esquerdista que ia protestar contra Bolsonaro é preso com faca, soco inglês e coquetel motolov no RJ

Aguinaldo Ribeiro deputado federal chamou de facções todos que foram para as manifestações dia 7 de Setembro

Alexandre de Moraes mandou a PF prender Zé Trovão para induzir caminhoneiros a entrar em greve e prejudicar a economia do Brasil

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();