Uma semana após Roberto Jefferson protocolar pedido de impeachment contra Barroso, Alexandre de Moraes se vinga e manda PF prender ex-deputado


O ex-deputado e atual presidente do PTB, Roberto Jefferson, foi preso em operação da Polícia Federal (PF) na manhã desta sexta-feira (13), como parte do chamado inquérito da milícia digital que é inconstitucional e ilegal, uma continuidade da investigação dos atos antidemocráticos.

Roberto Jefferson foi preso 7 dias após entrar com pedido de impeachment contra BARROSO, essa foi a maneira do STF retaliar o ex-deputado.

A determinação da prisão preventiva partiu do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que atendeu a um pedido da própria PF. Jefferson é acusado de participar de um grupo digital que seria organizado para realizar ataques a ministros do STF e instituições.

Moraes também ordenou o bloqueio de conteúdos postados por Jefferson nas redes sociais, além da apreensão de armas e acesso a mídias de armazenamento.

Pedido de Impeachment contra Barroso foi protocolado nesta sexta-feira dia 6 de Agosto

Nesta sexta-feira (6), o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, protocolou no Senado Federal um pedido de impeachment contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Superior Tribunal Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso.

Segundo Jefferson, Barroso está exercendo atividade político-partidária e procede de modo incompatível com a honra, dignidade e decoro das suas funções.

– O ministro ora denunciado tem atuado e se manifestado ostensiva e intensivamente contra a adoção do voto impresso no país, utilizando-se do cargo que ocupa para descredibilizar o voto impresso, que é objeto de debate no Congresso Nacional, órgão que detém a competência para tratar da temática. O denunciado tem construído publicamente uma narrativa de que o voto impresso e auditável seria um facilitador do cometimento de fraudes – argumenta.

O documento protocolado por ele tem 332 páginas.

LEIA TAMBÉM: 


 


8 comentários:

  1. Vejo que o judiciário está saindo do sua direcionamento para QUERE impor a democracia nós que Samos o povo estamos de platéia vendo tudo que o presidente não pode exercer a função que a ele foi dado.

    ResponderExcluir
  2. Edmilson Elias Ribeiro7 de agosto de 2021 08:48

    Esta certíssimo o Roberto Jeferson e eu e a maioria da população brasileira faria o mesmo se pudéssemos ,pois ele está exagerando fora das suas funções, se metendo em outros poderes, é isto é inconstitucional ,pois ele está agindo como se estivesse no regime de monarquia e que ele é o rei,

    ResponderExcluir
  3. Aprovado Roberto Jefferson , estamos contando com isto .

    ResponderExcluir
  4. Parabéns grande Roberto Jefferson! Mais que apoiado de tirar esse tirano da democracia!

    ResponderExcluir
  5. Bolsonaro 2022. Vamos acabar com essa magia maldita que se instalou no país

    ResponderExcluir
  6. Isso tem um nome e condinome vil e covarde: CORPORATIVISMO DE ATIVISMO POLITIQUEIRO.

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();