URGENTE: 3 manifestantes petistas que incendiaram estátua de Borba Gato tem prisão preventiva decretada



A Justiça de São Paulo decretou nesta sexta-feira (6) a prisão preventiva de três suspeitos pelo incêndio da estátua de Borba Gato, na Zona Sul da capital paulista. O ataque ocorreu no dia 24 de julho e foi filmado por manifestantes que protestavam contra o monumento ao bandeirante, que, segundo eles, homenageia um caçador de escravos.

A Polícia Civil concluiu na quinta-feira (5) o inquérito sobre o caso e pediu à Justiça a prisão preventiva do entregador Paulo Roberto da Silva Lima, o Paulo Galo, de 32 anos; do torcedor corintiano Danilo Silva Oliveira, o Biu, de 36; e do motorista Thiago Vieira Zem, 35.

Os três já haviam sido indiciados pelos crimes de incêndio, dano, associação criminosa e adulteração de veículo. Dos três, só Paulo estava preso temporariamente. Danilo e Thiago estavam em liberdade.

O pedido de prisão preventiva da polícia ocorreu horas depois de o Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, revogar também na quinta-feira a prisão temporária de Paulo, determinando que ele fosse solto imediatamente, o que não ocorreu. O STJ representa a terceira instância do poder judiciário.

LEIA TAMBÉM: 


 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();