Twitter suspende cristão que chamou atleta mulher trans de “homem”


Radialista conservador disse que o halterofilista Laurel Hubbard é "um homem, mesmo que o Twitter não goste"

O Twitter suspendeu temporariamente o perfil do radialista conservador norte-americano Erick Erickson, após o comunicador cristão publicar um tuíte descrevendo o halterofilista transgênero Laurel Hubbard, da Nova Zelândia, como homem. Hubbard concorreu nos Jogos Olímpicos como mulher, mas não conseguiu conquistar medalhas.

LEIA TAMBÉM: 




Na ocasião, Erickson defendia os direitos de outro crítico conservador que já havia sido suspenso pelo Twitter por apontar o gênero biológico do levantador de peso. A conta de Erickson foi silenciada por 12 horas pelo Twitter depois que ele publicou, na quinta-feira (5), que o bloqueio ao colega era “um absurdo. Laurel Hubbard é um homem, mesmo que o Twitter não goste”.

O radialista compartilhou uma captura de tela de sua conta do Twitter em sua página do Instagram, mostrando a mensagem que recebeu da plataforma de mídia social. A plataforma afirmou que bloqueou a conta de Erickson por violação das políticas da plataforma, descrevendo que ele foi suspenso por descumprir as “regras contra conduta odiosa”.

Na última segunda-feira (9), Erickson escreveu em um blog que mantém as convicções escritas seu Twitter, citando os exemplos dos transgêneros Caitlyn Jenner (ex-atleta olímpico Bruce Jenner) e Elliot Page (atriz de Hollywood Ellen Page). Ele disse que Jenner continua sendo um homem e Page continua sendo uma mulher, “não importando como o mundo os chame”.




Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();