‘Se está na Constituição, é sinal de que pode ser usado’, diz Heleno sobre artigo 142



Ministro do GSI deu declarações durante o programa Direto ao Ponto, na noite de segunda-feira

Na noite de segunda-feira (16), o general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), deu declarações sobre o acionamento do artigo 142 da Constituição, que versa sobre a interferência das Forças Armadas no país, para garantir os poderes constitucionais. Ele fez comentários sobre o assunto durante o programa Direto ao Ponto, da Jovem Pan.

Heleno disse que não há motivos para acionar o artigo 142 no momento.

– Na situação atual, não acredito que haverá intervenção. Estão acontecendo provocações, de uma parte e outra parte; isso não é aconselhável porque cria um clima tenso entre os Poderes. Acho importante criarmos um ponto de equilíbrio e [ter] o cuidado de não cometer excessos. A intervenção poderia acontecer em [um] momento mais grave. Mas se ele [o artigo] existe no texto constitucional, é sinal de que pode ser usado – falou o general.

LEIA TAMBÉM: 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();