Pr. Silas Malafaia dispara contra Moraes: “Ditador-mor da toga”



Ministro determinou a investigação do presidente Jair Bolsonaro

Nesta sexta-feira (13), o pastor Silas Malafaia criticou a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, de aceitar um pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para investigar o presidente Jair Bolsonaro no inquérito das fake news.

Em um vídeo, Malafaia diz que Alexandre de Moraes “acaba de decretar a ruptura institucional no Brasil” e argumenta que o inquérito é inconstitucional.

– É competência restrita do Ministério Público oferecer denúncia (art. 129 da Constituição). E o presidente da República, para ser investigado em crimes comuns, só com a autorização de dois terços do Congresso (art. 86 da Constituição). Isso é uma vergonha! Cadê a ABI? Cadê a OAB? Cadê a imprensa? – questionou.

Malafaia ainda criticou a prisão de Roberto Jefferson e disse que o artigo 5º da Constituição foi “rasgado”.

– Prenderam o ex-deputado Roberto Jefferson por suas opiniões! Xinga o presidente, deseja morte do presidente, fala mal de todo mundo, e [isso] é “ato democrático”. [Mas] Se falar contra o STF e o Congresso é “ato antidemocrático”. Rasgaram o art. 5º da constituição! Aonde vamos parar? O povo é o supremo poder. Eles estão fazendo algo [para o] que não têm competência – afirmou.



O pastor pediu também o impeachment dos sete ministros do TSE, citando nominalmente Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

– O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, sentou em cima, esse covarde, de 3 milhões de assinaturas pedindo o impeachment desse ditador [que é o] Alexandre de Moraes! Aonde o Brasil vai parar? Querem transformar isso aqui numa Argentina e Venezuela? Não! Em nome de Jesus, não! Essa gente vai cair. Deus nos livre dessa gente má. O presidente não pode ser investigado por eles. Eles não têm autoridade constitucional – protestou Mafafaia.

LEIA TAMBÉM: 




 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();