PERSEGUIÇÃO: CPI da covid aprova quebra de sigilo de responsáveis por sites de direita



Parlamentares retiraram o Grupo Jovem Pan da pauta, mas decidiram pela quebra de dados de responsáveis por veículos conservadores

Os senadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid aprovaram, nesta terça-feira (3), a quebra de sigilos de sites conservadores acusados pelos parlamentares de supostamente disseminarem notícias falsas durante a pandemia. Os requerimentos atingiram cinco veículos de comunicação.

LEIA TAMBÉM: 


 

No rol de dados que serão entregues aos senadores estão informações dos responsáveis pelos sites Terça Livre, Brasil Paralelo, Crítica Nacional, Senso Incomum e Conexão Política. Um pedido para a transferência dos dados bancários da rádio Jovem Pan também havia sido cogitado, mas foi retirado de pauta.

A requisição para quebra do sigilo da Pan havia sido protocolada por Costa e Calheiros na sexta-feira (30) e, desde então, gerou muitas críticas entre parlamentares e órgãos de imprensa. Antes de iniciar a sessão desta terça, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), indicou que retiraria a solicitação de pauta.

Calheiros, por sua vez, atribuiu a proposição a um “equívoco de sua assessoria”. O texto do pedido apresentado por ele e Costa era basicamente uma cópia de outros requerimentos que tinha como alvos integrantes do chamado “gabinete do ódio”, forma que opositores do governo usam para se referir a alguns apoiadores de Bolsonaro.

Além disso, ainda foi aprovado um requerimento solicitando à plataforma WordPress todas as informações correspondentes ao site www.republicadecuritiba.net, o que inclui a identificação dos “responsáveis, elaboradores, editores e quem paga pelos serviços da empresa, com nomes, registros junto à WordPress, seus respectivos documentos e certificados cadastrais junto à Receita”.

Além das quebras de sigilo, a CPI aprovou a convocação de testemunhas ligadas a Francisco Emerson Maximiano, dono da Precisa Medicamentos. Entre os convocados, estão Danilo Trento, Gustavo Trento, Leonardo Gomes, Elson Júnior, Raphael Abreu e José Júnior. Todos participaram de viagens à Índia com Francisco.


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();