O "contragolpe" de Bolsonaro, povo mobilizado para 7 de setembro e o desespero da velha imprensa


A velha imprensa entrou em desespero nesse final de semana...

Tudo por conta de uma mensagem, supostamente do presidente Jair Bolsonaro, enviada para amigos, apoiadores e ministros do governo, via Whatsapp, convocando a população para a manifestação no dia 7 de setembro.

“Atenção direitista sem noção, você mesmo que está falando m***** como ‘Vamos tomar o poder já que ninguém faz nada’,

 

‘Bolsonaro tá muito devagar’ ou ‘FFAA não fazem nada’.

 

Faça o favor de ler com atenção o abaixo escrito, compreender as coisas como realmente são e assim passar a nos ajudar e não atrapalhar”, diz o início da mensagem.

O texto, escrito em tópicos, diz o seguinte:

“Já estamos no poder, e, o conquistamos democraticamente através do voto, o que estamos lutando é para manter no poder quem elegemos, ajudando-o para que reestabeleça.

Com apoio das FFAA, o equilíbrio entre os poderes, o estado democrático de direito, apenas isso”.

Em outro ponto, responde àqueles que acusam o presidente de estar "muito devagar" e cita um "contragolpe":

“Hoje, fazer um contragolpe, é muito mais difícil e delicado do que naquela época, além do grave aparelhamento acima relatado, temos uma constituição comunista que tirou uma grande parte dos poderes do Presidente da República, e, foi por estes motivos, que o Presidente Bolsonaro, no início de agosto, em vídeo gravado, pediu para que o povo brasileiro fosse mais uma vez às ruas, na Avenida Paulista, no sete de setembro, dar o último aviso, mas desta vez, ele reforçou que o ‘contingente’ deveria ser absolutamente gigante, ou seja, o tamanho desta manifestação deverá ser o maior já visto na história do país, a ponto de comprovar e apoiar inclusive internacionalmente, para que dê à ele (sic) e às FFAA, para que, em caso de um bastante provável e necessário contragolpe que terão que implementar em breve.”

Ao ver a mensagem, a "velha imprensa" e a "esquerdalha" entraram em parafuso e espalharam a informação como se fosse uma afronta do presidente.

Qual o medo dessa turma?

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();